A nossa história

O Início...

HistóriaPor acreditar que o Sector Florestal necessitava da adaptação da norma internacional FSC ao contexto nacional e que o seu reconhecimento iria facilitar os processos de implementação de práticas florestais responsáveis, a WWF (World Wide Fund For Nature), à semelhança do que aconteceu noutros países, assumiu o papel de entidade facilitadora do FSC e, em meados de 2006, no âmbito do Programa Florestal em curso na altura, assumiu como a sua principal linha de actuação em Portugal, a Certificação Florestal FSC.

Com quase dez anos de existência, o FSC Portugal conseguiu envolver representantes de todos os grupos de interesse numa gestão responsável da Floresta Portuguesa e tornar-se um dos sistemas de certificação social e ambiental de referência não só junto dos proprietários florestais e das indústrias da fileira florestal, como também, ainda que de forma mais tímida, junto da administração pública e cidadãos.


O Fórum contou ainda com uma Comissão de Honra, estrutura simbólica de comunicação, que reuniu diversas personalidades portuguesas, com o António Amorim, Presidente da Corticeira Amorim; Armando Sevinate Pinto, Consultor da Casa Civil da Presidência da República; Eugénio Sequeira, Presidente da LPN (Liga para a Protecção da Natureza); Fernando Oliveira Baptista, Professor Catedrático do ISA ( Instituto Superior de Agronomia); Francisco Rego, Director Geral dos Recursos Florestais; José Honório, Presidente do grupo Portucel Soporcel; Luísa Schmidt, jornalista e investigadora do Instituto de Ciências Sociais e o escritor e Prémio Nobel, José Saramago.

Nesse evento de lançamento, que se veio a tornar um evento periódico, estiveram presentes não só os principais fileiras florestais – Pasta e Papel, Cortiça, Madeira e Mobiliário, como várias ONG’s e representantes dos vários outros interesses (sociais, académicos, de investigação, etc.), num total de cerca de 200 participantes.

Ao longo de 2007, a WWF assumiu a coordenação da implementação e divulgação do FSC em Portugal, em duas vertentes paralelas e igualmente importantes:

- O reconhecimento de um Parceiro Nacional FSC para Portugal;
- A elaboração da Norma Nacional FSC de Gestão Florestal.

O ano de 2008 constituiu o ponto de viragem, transitando da figura de Pessoa de Contacto FSC para Portugal e de uma fase de coordenação exclusiva da WWF para a entidade legal precursora do Escritório Nacional FSC para Portugal e consequente envolvimento das diversas entidades eleitas na coordenação e promoção do FSC.

Foi apenas no segundo triénio de actuação, com a eleição dos Órgãos Sociais para o segundo mandato, que o FSC Portugal iniciou uma terceira linha de actuação, a promoção do esquema de certificação florestal FSC junto da sociedade consumidora.

Com quase dez anos de existência, o FSC Portugal conseguiu envolver representantes de todos os grupos de interesse numa gestão responsável da Floresta Portuguesa e tornar-se um dos sistemas de certificação social e ambiental de referência não só junto dos proprietários florestais e das indústrias da fileira florestal, como também, ainda que de forma mais tímida, junto da administração pública e cidadãos.

© Forest Stewardship Council® · FSC® F000226