Wood and Fiber Science

 Indicadores científicos de identificação de espécies e respectiva origem

Wood and Fiber Science (© FSC A.C.)© FSC A.C.Para terem valor, as técnicas tradicionais de anatomia da madeira e as técnicas moleculares (análise do ADN e isótopos) devem poder fornecer indicadores que identifiquem a origem e a mistura de espécies de um produto com a marca FSC. Estes indicadores deverão ainda possibilitar a correspondência à alegação do produto FSC feita através do sistema da Cadeia de Custódia.


Desde 2012, o FSC tem vindo a desenvolver um programa piloto que pretende responder às seguintes questões:

  • Podem os testes feitos com as técnicas tradicionais (anatomia da madeira e fibra) e as técnicas moleculares (testes de ADN e isótopos) validar e autenticar as alegações FSC sobre os produtos acabados?
  • Quais são as limitações e oportunidades de teste das diferentes alegações permitidas pelo sistema FSC (Crédito, Percentagem, Sistema de Transferência)?
  • Quais são as limitações e oportunidades de teste para as diferentes categorias de material (FSC 100%, FSC Misto, FSC Reciclado e Madeira Controlada)?
  • Quais são as limitações e oportunidades de teste para diferentes grupos de produtos (p.ex.: madeira sólida, painéis, papel, Produtos Florestais Não Lenhosos).

O FSC procura determinar sobretudo se o uso da ciência da madeira pode melhorar a garantia de qualidade dentro do sistema FSC de Cadeia de Custódia a um custo comportável.

Também em 2012, o FSC iniciou uma investigação sobre o potencial papel que a Wood and Fiber Science pode desempenhar na revisão de normas e políticas FSC, de forma a garantir a integridade, aumentar a eficiência e diminuir os custos da certificação.

À medida que os custos dos métodos genéticos diminuem, poderá o processo de auditoria incluir a recolha de amostras de madeira na floresta e na fábrica para permitir a realização de testes que confirmem as alegações FSC?

Quais são as possibilidades de baixar os custos de certificação, simplificar a cadeia de custódia e aumentar a integridade do sistema?

O FSC está a trabalhar com um conjunto de parceiros para investigar a viabilidade dos testes de fibra e realizar uma série de testes piloto sobre a utilização de técnicas de ciência de madeira. Os principais parceiros neste trabalho são a WWF Alemanha, o Forest Products Laboratory dos Serviços Florestais dos E.U.A. e o World Resources Institute.

© Forest Stewardship Council® · FSC® F000226