Alterações Climáticas 

Alterações Climáticas (© FSC A.C.)© FSC A.C.Nos últimos anos, os debates sobre as Alterações Climáticas mostraram que a gestão florestal é uma das contribuições mais eficazes para uma redução global, de baixo custo, providenciando ainda sinergias com a adaptação e o desenvolvimento sustentável.

Uma boa gestão florestal necessita, por isso, de considerar os ciclos de carbono e deve ter como objectivo manter ou restabelecer as reservas de carbono.

O FSC assegura que a gestão florestal tem em consideração o impacto dos modelos de silvicultura nos ciclos de carbono florestal e visa manter, restabelecer ou melhorar os recursos de carbono florestal. As normas FSC dão fortes garantias de sustentabilidade na produção dos produtos florestais, na conservação da diversidade biológica do solo e na manutenção das funções ecológicas da floresta.

A adopção da Moção 10 na Assembleia Geral de 2011, reconhecendo o valor ambiental do carbono florestal, permitiu ao FSC tornar-se explícito sobre a gestão do carbono florestal.


Compromisso do FSC nas questões de carbono

A partir de 2009, foi criado o Grupo de Trabalho do Carbono Florestal, constituído por um grupo de peritos, Membros do FSC, com o objectivo de analisar oportunidades, necessidades e riscos do FSC desenvolver um perfil climático mais claro.

Ao longo de dois anos foi compilada informação de consultores, representantes de esquemas de certificação de carbono, peritos e Membros do FSC.

Como resultado, a Estratégia FSC para Envolvimento com as Alterações Climáticas foi definida, especificando:

  • áreas de intervenção para o envolvimento com a questão das alterações climáticas;
  • um quadro de objectivos e metas estratégicos;
  • recomendações sobre acções e pesquisa ao Secretariado do FSC.
© Forest Stewardship Council® · FSC® F000226